Site de notícias vinculado ao Sindicato Rural de Guarapuava

Biotrigo

Quarta-feira, 26 de agosto de 2020

Produtores comemoram alargamento da estrada que liga Goioxim à BR 277

A estrada que liga a BR 277 ao município de Goioxim, a Rodovia PR Engenheiro Luiz Douglas de Araújo - PR 364, recebeu uma reforma de alargamento. Antes a estrada possuía cinco metros de largura com acostamento de um metro. Agora, a estrada possui sete metros de largura, possibilitando que dois veículos trafeguem em segurança.

A obra foi requisitada em 2018, por meio de um abaixo-assinado organizado pelo casal de produtores rurais Rui Carlos Pereira Lima e Geny de Lacerda Roseira Lima. “Quero compartilhar a nossa alegria ao constatar o alargamento e manutenção desta estrada. A obra trará, com certeza, mais segurança aos moradores, alunos, professores, produtores rurais e cooperados que transitam pelo local”, exaltou Geny.

O produtor rural e diretor do Sindicato Rural de Guarapuava, Cícero Passos de Lacerda, que tem propriedade rural naquela região, contou como era perigoso o tráfego de veículos pequenos e também caminhões. “Presenciamos vários acidentes naquela estrada. Com o alargamento, será muito mais seguro, já que dois veículos, inclusive caminhões, poderão transitar. Antes os caminhões precisavam desviar para o acostamento, que tinha muita ondulação e um rebaixo também, que se tornava perigoso. São 60 quilômetros de asfalto e uma estrada onde é escoada muita produção, por isso havia tanta demanda para ser feito o alargamento”.

O abaixo-assinado recebeu na época a assinatura de mais de 200 pessoas, além do apoio de empresas, cooperativas e entidades, entre elas, o Sindicato Rural de Guarapuava. Em maio de 2019, o presidente da entidade sindical, Rodolpho Luiz Werneck Botelho, participou de uma reunião na Secretaria de Infraestrutura e Logística (SEIL), em Curitiba, sobre o alargamento da PR-364. A reunião foi conduzida pela deputada estadual Cristina Silvestri e contou com a participação de prefeitos, vereadores, diretores de cooperativas e lideranças de municípios da região de Guarapuava. Na reunião, foram apresentados números que comprovavam a necessidade da estrada para a região.

“É uma demanda de mais de 20 anos, uma rodovia importantíssima para nossa região. A PR 364 liga a BR 277 até o município do Goioxim, mas atende vários municípios, como Guarapuava, Campina do Simão, Marquinho e Cantagalo. E essa luta pelo alargamento começou em 2017. Por várias vezes fui à Secretaria de Infraestrutura e Logística falando da importância dessa rodovia para o escoamento das safras, pois por ali passam mais de 25 mil toneladas de grãos, mais de 150 mil toneladas de madeira e cargas vivas, que é muito importante também. Além disso, é o caminho de diversos estudantes para escolas e faculdades”, destacou a deputada estadual Cristina Silvestri.

Cristina agradeceu o apoio das lideranças que contribuíram para que a obra fosse executada. “Contamos com o apoio das lideranças dos cinco municípios: Guarapuava, Goioxim, Campina do Simão, Marquinho e Cantagalo e de todo o setor agrícola da região. Sempre estiveram presentes nas reuniões o presidente do Sindicato Rural de Guarapuava, Rodolpho Botelho, o presidente da Sociedade Rural de Guarapuava na época, Denilson Baitala, o ex-diretor financeiro da Agrária, Arnaldo Stock. Quero agradecer o apoio que tive de todos. E agradecer ao secretário Sandro Alex que entendeu a importância dessa rodovia da região e, principalmente, o governador Ratinho Júnior que autorizou que essa obra fosse executada”.     

Geny também agradeceu em nome da comunidade os representantes e entidades envolvidas que apoiaram a solicitação. “Agradeço ao Sindicato Rural que prontamente nos acolheu e apoiou na ocasião da elaboração do nosso trabalho. Essa é uma vitória de todos. Prova de que juntos somos mais fortes”.

Carlos Eduardo dos Santos Luhm outro produtor rural da região e que utiliza diariamente a estrada comentou a importância da obra. “A complementação do asfalto foi muito oportuna para segurança daquela comunidade. Acho apenas que alguns pontos ficaram com emendas não tão bem finalizadas e ainda está faltando a sinalização, que é bem importante”. 

A Coamo, por meio da unidade de Goioxim, também foi uma grande apoiadora da solicitação. O presidente Executivo da cooperativa, Airton Galinari destacou a importância da obra. “A rodovia que liga Napoleão a Goioxim era de alto risco. Tratava-se de uma pista simples, onde não era possível que dois veículos que circulassem em fluxo contrário, conseguissem passar dentro da pista de rolagem. Os veículos eram obrigados a colocar um pneu cada um para o lado de fora. É uma pista sinuosa, com muitas curvas, subidas e descidas. É de alto risco e tem uma necessidade de escoamento muito grande na produção, pois é uma região produtora importante, toda cultivada. Hoje, o escoamento se dá por caminhões grandes, pois é impossível ter um custo de frete bom se trabalhar com pequenos caminhões e mesmo os caminhões pequenos, têm dificuldade de circulação. Então, não dá, em função da pista de rolagem e com caminhão grande, buscar a produção lá em Goioxim. Isso vai tirando a competitividade para o produtor daquela região. Por isso, era uma necessidade muito importante que essa pista fosse adequada para as condições normais de rolagem, ou seja, duas pistas no tamanho padrão e com um acostamento, ou com alguns pontos de parada. Apoiamos essa iniciativa por uma questão de segurança e de custos, mas, principalmente de segurança para aqueles que trafegam nessa região.”

A próxima etapa agora é a sinalização obrigatória que ainda deverá ser feita e está sendo requisitada por produtores rurais daquela região.

Outras cooperativas, empresas e entidades apoiaram o abaixo-assinado em 2018, sendo elas: Cooperaliança Carnes Nobres, Cooperativa Agrária, Núcleo de Produtores de Bezerros, Dalba Engenharia, Indústrias de Madeiras Santa Maria e Prefeitura Municipal de Goioxim, que inclusive, em 2017, já havia feito a solicitação.

 

Comentários

Todos os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Você pode denunciar algo que viole os termos de uso.


Biotrigo