Site de notícias vinculado ao Sindicato Rural de Guarapuava

Biotrigo 2

Segunda-feira, 26 de abril de 2021

Laboratório de Análise de Sementes da Coopertradição garante sementes de soja com excelentes resultados na colheita

O agronegócio passou por um processo de crescimento e modernização nas últimas décadas. Graças à cultura da soja, que trouxe grandes contribuições e um acelerado crescimento à agricultura, as fronteiras agrícolas vem se abrindo e contribuindo para estabelecer importantes relações comerciais no Brasil e no mundo.

Em função do crescimento da população, segundo a FAO -  Food and Agriculture Organization (em português, Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), estima-se que para 2050 teremos mais de nove bilhões de pessoas no mundo, o que, para a agricultura, será um grande desafio, visto que terá que suprir a demanda por alimentos de qualidade à população mundial, sem que a área cultivada aumente.

Uma das formas de superar este cenário é investindo em insumos com maior valor agregado, principalmente, apropriando-se da utilização de sementes com alto potencial produtivo, aquelas que contenham em sua base genética todas as características para garantir um melhor desempenho em campo. Segundo pesquisas realizadas por pesquisadores da Empresa de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a utilização de sementes de boa procedência rende ganhos em produtividade que variam de 10 a 15%. Ou seja, sementes de alta qualidade resultam em plantas vigorosas, bem desenvolvidas e que se estabelecem em diferentes condições climáticas.

Pensando em atender às exigências deste mercado e, principalmente, oferecer um serviço completo ao seu cooperado, a Coopertradição inaugurou em 2014 o seu próprio Laboratório de Análise de Sementes. Credenciado ao MAPA (Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento), O LAS Coopertradição foi construído junto ao Complexo Agroindustrial da cooperativa para suprir a demanda de análises de sementes da cooperativa e de terceiros.

O laboratório possui uma estrutura moderna e com equipamentos adequados, assim como pessoas qualificadas para a realização das atividades. Seu principal objetivo é a possibilidade de levantar informações que orientem os técnicos e produtores nas tomadas de decisões para a elevação da produtividade e, consequentemente, evitam os prejuízos na produção agrícola.
Todas as etapas do processo de produção de sementes são acompanhadas pelo laboratório, desde a pré-colheita, o recebimento, beneficiamento, ensaque e tratamento de sementes. O LAS realiza os testes de análise de pureza, determinação de outras sementes por número, verificação de outras cultivares, teste de germinação, envelhecimento acelerado, peso de mil sementes, teste de tetrazólio e exame de sementes infestadas. 

Lotes de sementes mais puras e viáveis permitem que uma menor quantidade de sementes indesejadas seja disseminada, o que gera a menor incidência de plantas daninhas e a menor necessidade de aplicação de produtos químicos na lavoura e, como consequência, uma redução nos custos na propriedade.

 

Planejamento da próxima safra

Em função da disponibilidade de diferentes materiais que existem no mercado, é muito importante que os produtores, no momento do planejamento da próxima safra, procurem diversificar as variedades dentro das propriedades, pois, segundo Adalberto Roque Ragugneti, engenheiro agrônomo da unidade da Coopertradição de Candói, “essa diversificação contribui para reduzir o risco de eventuais danos que possam ocorrer pela ação de pragas e doenças. Um exemplo disso é a doença do Cancro da Haste, que causou grandes perdas em lavouras de soja nos anos 90 pelo fato da maioria das áreas estarem sendo cultivadas por variedades sensíveis à mesma”.

Comentários

Todos os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Você pode denunciar algo que viole os termos de uso.


Biotrigo 2