Site de notícias vinculado ao Sindicato Rural de Guarapuava

Pioneer

Segunda-feira, 19 de outubro de 2020

WinterShow 2020 discutiu produtos biológicos e biofábricas

A sustentabilidade na produção agropecuária esteve muito presente no 17º WinterShow, realizado de 13 a 15 de outubro, nos campos da FAPA (Entre Rios – Guarapuava). Apesar das palestras ocorrerem de forma online devido à pandemia do Covid-19, um grande número de pessoas teve acesso às mais recentes discussões e pesquisas voltadas ao agro, em especial cereais de inverno produzidos na região, sendo os principais trigo e cevada.
Os produtos biológicos (produtos feitos a partir de microrganismos, materiais vegetais, orgânicos ou naturais) foram um dos temas de destaque dentro da sustentabilidade, fazendo da parte da programação. No dia 14, os pesquisadores da FAPA, Cristiane Gardiano Link, Heraldo Feksa e Alfred Stoetzer apresentaram as pesquisas realizadas pela fundação neste ramo, tanto produtos biológicos comerciais, como os chamados on-farm, (quando os microrganismos são multiplicados na fazenda), sendo este último abordado recentemente nas pesquisas da Cooperativa Agrária.  
Já no dia 15, último dia do evento, o engenheiro agrônomo, Brener M. Marra, professor da Universidade Federal de São João Del-Rei (MG), mestre em Fitopatologia e doutor em Biologia Molecular, falou da introdução ao uso e produção dos bioinsumos. “Os bioinsumos passaram a ser uma tendência nacional e virou até um programa nacional. É também uma tendência mundial. A bioeconomia vai reunir os recursos biológicos para os grandes desafios da sociedade -  sociais, climáticos, econômicos - e tentar buscar alternativas de substituir recursos fósseis, dando mais segurança alimentar e saúde tanto ao produtor como ao consumidor”, afirmou Marra, logo no início da sua apresentação.
O Portal do Produtor Rural conversou com o engenheiro agrônomo sobre os produtos biológicos, que estão ganhando uma nova repaginação na agricultura e chamando atenção de toda a cadeia produtiva. Confira a seguir a entrevista na íntegra:

Portal do Produtor Rural: Apesar dos biológicos serem antigos, nos últimos tempos houve um boom de uso destes produtos na agricultura. Em sua opinião, quais fatores levaram a isto?
Marra: Vários fatores podem explicar esse movimento pela utilização dos biológicos: a diminuição gradativa do controle em alguns agroquímicos convencionais; a necessidade de rotacionar princípios ativos, modos de ação e outras práticas que diminuam os riscos de resistência ou tolerância aos defensivos convencionais; a diminuição dos custos de manejo; a falta de especificidade dos agroquímicos convencionais, matando também importantes inimigos naturais; e a pressão popular por produtos menos agressivos ao meio ambiente, entre outros. 


Portal do Produtor Rural: Quais as principais culturas onde são utilizados os produtos biológicos atualmente?
Marra: Todas as culturas de interesse agrícola, principalmente as consideradas commodities, como soja e milho. 

 
Portal do Produtor Rural: Quais são os principais microrganismos pesquisados e utilizados, atualmente, no Brasil?
Marra: Os mais usuais e com grandes estímulos em pesquisas e produtos comerciais são as bactérias dos gêneros Azospirillum, Bradyrhizobium, Rhizobium sp. e dos Bacillus ssp. E no gênero fungi temos os Trichodermas sp. Estes, com funcionalidades de promoção de crescimento, fixador e solubilizador de nutrientes e com funções multifuncionais. Adentrando na área dos inseticidas temos dois protagonistas em crescente estímulo comerciais, sendo eles a Bauveria sp. e o Metarhizium.


Portal do Produtor Rural: Quais são as particularidades do manejo na lavoura quando se opta por utilizar produtos biológicos?
Marra: Necessidade de um monitoramento mais efetivo; disponibilidade para entradas/aplicações sucessivas na lavoura; especificidade das aplicações, podendo atuar com o microrganismo melhor indicado para o alvo em questão, valorizando o conceito de seletividade e preservando os inimigos naturais. Para atender toda essa particularidade de manejo, um dos fatores de sucesso é uma boa definição e execução cronológica dos eventos.


Portal do Produtor Rural: Como começar uma estrutura de biofábrica de microrganismos na propriedade rural (on-farm)? Como resumiria os primeiros passos?
Marra: É importante encontrar uma empresa parceira para suporte técnico, entendendo a sua realidade e expectativa e assim criando um projeto personalizado para cada multiplicador. Não existe uma “receita de bolo”, ou seja, um modelo único que atenda a todos os perfis de multiplicadores. Outro aspecto importante é a obediência às leis vigentes para não incorrer em riscos legais, como, por exemplo, a venda de multiplicados para outros produtores.


Portal do Produtor Rural: Quais são os principais cuidados e recomendações para o produtor nestas biofábricas, principalmente em relação à contaminação?
Marra: Monitoramento da qualidade da água, para evitar contaminação; usar meio de cultura estéril e autoclavado, isento de contaminantes; usar reator específico para cada microrganismo, evitando contaminação cruzada; escolher bem a fonte de microrganismos, preferencialmente usando fornecedores específicos para on farm; e evitar produtos com contaminantes e/ou estabilizantes.


Portal do Produtor Rural: Compensa para o produtor fabricar/multiplicar os microrganismos na fazenda, já que há riscos nesse processo?
Marra: Sim, pois é perfeitamente possível agir preventivamente em relação aos riscos inerentes à multiplicação. Dentre os principais benefícios dessa multiplicação, destaca-se a possibilidade de escalonar a multiplicação de acordo com a dinâmica de utilização a campo (just in time). Por último, mas não menos importante, o custo da multiplicação compensa os riscos, possibilitando um manejo mais efetivo; seja com doses maiores, seja com um número maior de aplicações.   

A apresentação completa de Marra, durante o WinterShow pode ser acessada pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=deE5QOShBls&t=7210s

Comentários

Todos os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Você pode denunciar algo que viole os termos de uso.


Pioneer